Governo do Distrito Federal
1/07/22 às 15h52 - Atualizado em 1/07/22 às 15h52

Mães recebem nova mochila do Bolsa Maternidade com enxoval

Anatômica e maior, ela vai facilitar o dia a dia das famílias. Para receber o benefício, é necessário fazer a inscrição nos Cras ou pelo site do programa

 

O Governo do Distrito Federal (GDF) modernizou o formato da Bolsa Maternidade. Agora, em vez de uma bolsa com enxoval do recém-nascido, as mães de famílias em vulnerabilidade social recebem uma mochila mais anatômica com os mesmos produtos. A nova Bolsa Maternidade vai facilitar o dia a dia das mães na hora de pegar o transporte, levar o bebê à consulta, sair para passear. E, ainda, por ser uma mochila, pode ser utilizada durante muitos anos.

 

“É bem mais prático para se locomover, andar, ainda mais que tive gêmeos. Uma mochila é bem melhor, vai trazer mais praticidade. É uma bolsa que cabe bastante coisa: roupas, alimentos, documentos do bebê. Eu já estou usando tudo, a cobertinha é muito macia, tudo bonito e prático. Me ajudou muito aqui no hospital. Meus bebês têm mais roupinhas, toalha”, conta Cristiane Meirelles Silva, 33 anos, mãe das gêmeas Ranny e Raylla, de um mês.

 

Neste ano, as mães em vulnerabilidade social do DF receberam mais de 1,5 mil enxovais de recém-nascido pelo programa Bolsa Maternidade. A bolsa contém 21 itens. São roupinhas, fraldas, mantas, pomada, tudo o que o bebê precisa nos primeiros dias de vida.

 

O Bolsa Maternidade é concedido pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), após cadastro prévio e análise das unidades socioassistenciais. As mães podem fazer a inscrição para receber a bolsa no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) mais próximo da residência ou pelo site da Sedes.

 

O benefício faz parte do Auxílio Natalidade, que é concedido às mães em forma de dinheiro no valor de R$ 200 ou bens de consumo, no caso, o enxoval da Bolsa Maternidade. Desde que o benefício foi reestruturado, há dois anos, mais cinco mil bolsas já foram entregues às famílias em risco social nos bancos de leite públicos do DF.

 

A Bolsa Maternidade faz parte do Auxílio Natalidade, que é concedido às mães em forma de dinheiro no valor de R$ 200 ou bens de consumo | Foto: Renato Raphael/Sedes

Moradora de Samambaia, Cristiane recebeu, além do Auxílio Natalidade, os benefícios do Auxílio Brasil, Prato Cheio e DF Social. “Eu estou me sentindo privilegiada por ser uma das primeiras mães a receber essa nova bolsa”, comemora a mãe das gêmeas, que recebeu a bolsa no Banco de leite do Hospital Regional de Taguatinga, onde teve as bebês.

 

“Nossa expectativa é que essa bolsa maternidade seja utilizada não somente nos primeiros meses da criança. É uma mochila grande. A ideia é que as mães possam mesmo aproveitar a mochila depois, além de dar mais conforto para elas nos passeios. Elas já andam com o bebê no colo, a mochila deixa os braços livres”, reforça a secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha.

 

O Bolsa Maternidade é ofertado em bens de consumo para atender mães de família com renda per capita igual ou inferior a meio salário mínimo e residente no Distrito Federal. Para receber, é necessário comprovar residência no DF há, pelo menos, seis meses e apresentar documentação da mãe e da criança.

 

Também têm direito ao benefício pessoas em situação de rua incluídas na Política de Assistência Social.

A bolsa é entregue na própria maternidade, no banco de leite. Em caso de gêmeos, trigêmeos ou mais o benefício é concedido na mesma quantidade dos nascidos vivos.

 

“Este modelo da Bolsa Maternidade que é entregue atualmente facilita a vida dessas mães que já passam por tantas necessidades e, muitas vezes, ficam dependendo de doação de roupas quando o bebê nasce. É um enxoval completo, com produtos de boa qualidade, para que as mães possam acolher seu neném com dignidade nos primeiros dias”, finaliza a secretária.

 

Cynthia Ribeiro

  • Acesse o Portal do Governo do Distrito Federal
  • SEPN Quadra 515, Lote 2, Bloco B Ed. Espaço 515 - Asa Norte
    CEP: 70.770-502
    Transferência de Renda e Cadastro único: 37737251/37737242/37737249
    Subsecretaria de Assistência Social: 3773-7248
    Ouvidoria: 162
Governo do Distrito Federal