Governo do Distrito Federal
15/03/22 às 17h07 - Atualizado em 15/03/22 às 17h07

Cidadãos têm acesso à internet gratuita nos Cras

Secretaria de Desenvolvimento Social instalou wi-fi em todas as 29 unidades distribuídas pelo Distrito Federal

 

O cidadão sem internet no celular, mas que precisa solicitar agendamento de atendimento nos centros de Referência de Assistência Social (Cras), pode usar a rede das unidades. Os 29 Cras espalhados pelo Distrito Federal passam a contar com rede wi-fi gratuita. O alcance do serviço é de cerca de 200 metros, mas passível de interferências devido às paredes e aos obstáculos naturais do perímetro.

 

“Esses centros são a porta de entrada para a política de assistência social. É o ponto focal de atendimento à comunidade. Então, o acesso público à internet gratuita para esse público é fundamental para viabilizar a solicitação dos serviços”, destaca a secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha.

 

Foram 35 equipamentos doados pelo Departamento de Tecnologia da Informação e Comunicação do Governo do Distrito Federal à Secretaria de Desenvolvimento Social do Distrito Federal (Sedes-DF), que, internamente, tratou da implementação do sistema por meio da equipe da Subsecretaria de Gestão da Informação, Formação, Parcerias e Redes.

 

A estimativa é de que quase 250 pessoas, por unidade, sejam beneficiadas por essa iniciativa. “Esse projeto sempre esteve no planejamento da pasta, pois é algo voltado diretamente ao cidadão. Porém, a parceria com a equipe da tecnologia do GDF viabilizou e antecipou esse projeto”, enfatiza o subsecretário Rodrigo Freitas.

 

 

De acordo com os gestores, a intenção é expandir para outras unidades socioassistenciais. Um equipamento móvel já acompanha os eventos da Sedes, onde há necessidade de acesso do público à internet, como no 2º PopRuaJud. A ação, em parceria com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ocorreu no último dia 8, no Centro Pop Brasília, na Asa Sul, e levou serviços jurídicos a pessoas em situação de rua.

 

Itamar Nunes, 40 anos, foi um dos que testou a rede nesse dia. “Eu precisei consultar alguns números de documentos que eu não tinha mais. Porém, pelo celular, consegui acessar essas informações”, conta.

 

A conexão pode variar em cada unidade e, principalmente, da tecnologia do aparelho utilizado. Na maioria das unidades, ela atinge 16 Mbps (dedicados, o que é diferente da internet residencial).

 

O acesso ocorre pelo Facebook, pelo LinkedIn ou basta criar uma conta com nome, CPF e e-mail. A partir daí, a navegação está liberada.

 

Wi-fi nos restaurantes

Os restaurantes comunitários de Samambaia, Itapoã, Paranoá e Ceilândia também contam com rede disponível para os clientes. Nesse caso, porém, trata-se do Wi-Fi Social DF, projeto do GDF que consiste na disponibilização de acesso público e gratuito à internet.

 

Para acessar, basta estar em um desses quatro refeitórios e seguir os seguintes passos:
– Ligue o wi-fi de seu aparelho celular;
– escolha uma rede que tenha o nome Wi-Fi Social;
– aguarde a tela de cadastro e preencha todos os dados;
– aceite os termos de uso e as políticas de privacidade;
– assista à publicidade;
– pronto, você está conectado ao Wi-Fi Social DF.

 

Ádamo Dan

  • Acesse o Portal do Governo do Distrito Federal
  • SEPN Quadra 515, Lote 2, Bloco B Ed. Espaço 515 - Asa Norte
    CEP: 70.770-502
    Transferência de Renda e Cadastro único: 37737251/37737242/37737249
    Subsecretaria de Assistência Social: 3773-7248
    Ouvidoria: 162
Governo do Distrito Federal