Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
26/05/14 às 14h35 - Atualizado em 29/10/18 às 11h44

Sedest realiza caminhada por crianças desaparecidas

COMPARTILHAR

IMG 7784

No domingo (25), a Secretaria de Desenvolvimento Social e Transferência de Renda do Distrito Federal realizou Caminhada em alusão ao Dia Internacional da Criança Desaparecida, no Parque da Cidade. A ação foi realizada em parceria com o International Centre for Missing and Exploited Children (ICMEC) e o Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (CONANDA).

P5250460

“A ideia foi caminhar pelo parque distribuindo um material informativo com dicas de como manter crianças a salvo do desaparecimento. Os pais devem ficar atentos e instruir os filhos, mantendo uma relação de confiança e diálogo”, explicou Mirela Imbroisi, da Diretoria de Serviços Especializados a Famílias e Indivíduos (Disefi).

P5250487

As equipes da Coordenação de Proteção Social Especial e dos CREAS da Sedest levaram cartazes de crianças e adolescentes desaparecidos para expor durante a Caminhada. As imagens são de casos de desaparecimento acompanhados pelos Centros de Referência de Assistência Social (CREAS) da Secretaria.

P5250485

Para Francisco Correa, 72 anos, a iniciativa é positiva. “É preciso tomar cuidado e ter muita atenção com as crianças. A prevenção pode evitar perdas irreparáveis”, observou o aposentado.

P5250482

 

equipe creas sobradinho

25 de maio – Dia Internacional da Criança Desaparecida

No dia 25 de maio de 1979, desapareceu, em Nova Yorque, o pequeno Ethan Patz, uma criança de seis anos. Pai, familiares e amigos reuniram-se, nos anos seguintes, para recordar o dia do seu desaparecimento. Em 1986, no dia 25 de Maio, o ex-presidente dos Estados Unidos da América, Ronald Reagan, decidiu dedicar o dia a todas as crianças desaparecidas.

Atuação da Sedest

Desde 2011, a Sedest atua em parceria com a Secretaria de Segurança Pública no registro e localização de pessoas desaparecidas com base no proposto pela Lei da Busca Imediata (Lei Federal nº 11.259). Este trabalho articulado busca otimizar o atendimento aos familiares no registro, busca e localização do desaparecido.

A atuação da SEDEST se dá a partir do recebimento mensal das ocorrências e pela procura espontânea das famílias pelos serviços da Secretaria. As unidades que realizam o acompanhamento destas famílias são os CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social), total de 09 no DF, responsáveis pelas seguintes ações:

• acolher e realizar acompanhamento psicossocial junto à família;

• realizar busca nas unidades de acolhimento da Sedest;

• distribuição cartazes às famílias e a rede socioassistencial;

• realizar ações de prevenção junto às famílias de crianças e adolescentes com histórico de fuga do lar;

• acompanhar o processo de localização.