Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
20/11/14 às 19h53 - Atualizado em 29/10/18 às 11h44

Sedest promove a Igualdade Racial

COMPARTILHAR

dia da consciencia negra 2014

 

A Sedest trabalha com a temática de Igualdade Racial por meio do Centro de Referência da Diversidade, onde atende pessoas em situação de discriminação racial e realiza acompanhamento socioassistencial de comunidades quilombolas. O objetivo é promover ações de mobilização e promoção do respeito à diversidade (sexual, étnico-social, religiosa), oferecendo serviços de inclusão em programas sociais, mediação de situação de conflitos, além de disponibilizar espaço de convivência e oficinas educativas para a população em situação de vulnerabilidade e violação de direitos. Em 2014, o Centro da Diversidade atendeu aproximadamente 4 mil famílias e pessoas negras, que permanecem em acompanhamento.

Para a coordenadora do Centro da Diversidade, Ana Carolina Silvério, é fundamental garantir atendimento referenciado para a população negra na Política Pública de Assistencial Social, em especial no SUAS DF, por meio do Centro da Diversidade. “Esse trabalho garante o respeito às especificidades das pessoas de cor de pele preta e pardas, ou seja, que compõem a diversidade étnico-racial negra. É importante destacar o agravo do genocídio dessa população ao longo de uma história brasileira marcada pelas práticas neocolonialistas e racistas, em especial para a juventude”, ressalta Ana.

Osvaldo Russo, Secretário de Desenvolvimento Social e Transferência de Renda, falou sobre o esforço realizado para promover a igualdade racial de maneira efetiva e homenageou Zumbi dos Palmares. “O Dia Nacional da Consciência Negra, 20 de novembro, de 2003, na Serra da Barriga, marco histórico do Quilombo dos Palmares, em Alagoas, foi palco do lançamento, pelo Governo Lula, da Política Nacional de Promoção da Igualdade Racial. Desde então vivenciamos inúmeros progressos, mas há ainda muito que avançar. A resistência e a luta de Zumbi dos Palmares, herói do povo brasileiro, estão vivas na memória da população negra e de todos aqueles que lutam por uma sociedade justa, democrática e livre de preconceitos e discriminações de qualquer tipo”, reforçou.

Consciência Negra

O Dia Nacional da Consciência Negra, celebrado em 20 de novembro, foi instituído pela Lei nº 12.519/2011. A data faz referência à morte do líder do Quilombo dos Palmares, Zumbi, maior símbolo de luta e resistência dos negros escravizados no Brasil, de seus descendentes e de todos que lutam pela promoção da igualdade racial e pela afirmação da pessoa negra como sujeito.