Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
27/09/12 às 20h26 - Atualizado em 29/10/18 às 11h42

SEDEST participa I Seminário Maçônico Brasil sem pobreza

COMPARTILHAR

(04/10/2011 – 16:02)

 

 

Na manhã deste sábado, 1º de outubro, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e Transferência de Renda (SEDEST) participou do I Seminário Maçônico Brasil sem Pobreza, realizado no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil.

A secretária Arlete Sampaio apresentou o Plano pela Superação da Extrema Pobreza – DF Sem Miséria aos participantes. “Para planejar as ações da extrema pobreza, precisamos conhecer a realidade do Distrito Federal”, disse a secretária antes de apresentar pesquisa encomendada pela SEDEST ao Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE). “O DF tem a maior desigualdade social do Brasil”, alertou. “A cobertura previdenciária dos idosos do DF (65%) é menor que a do Brasil (70%). A taxa de homicídio de jovens aqui no DF (56,4%) é maior do que no Brasil (47,7%). Quase ¼ da população extremamente pobre (23,9%) são famílias chefiadas por mulheres não alfabetizadas, com filhos menores de 15 anos”, anunciou a secretária.

Além desses dados, a secretária apresentou os 33 territórios de maior vulnerabilidade social, onde serão focalizados os programas sociais. “O DF Sem Miséria é um Plano de Governo, com atuação integrada e diretrizes como a interação de benefícios e serviços, proteção e promoção social”, salientou. “Estamos aqui para fazer uma chamada a todos para participar deste esforço em superar a extrema pobreza na capital do país”, concluiu.

Também participaram do Seminário representantes do Governo Federal, autoridades maçônicas e o secretário executivo do Movimento Nacional Brasil sem Pobreza, Ulisses Riedel.