Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
27/09/12 às 18h09 - Atualizado em 29/10/18 às 11h42

SEDEST participa de encontro para educadores sobre “Arte, reciclagem e meio ambiente”

COMPARTILHAR

(17/06/2011 – 15:43)

Nesta terça-feira (14), servidores do Centro de Referência Especializado de Assistência Social – CREAS Estrutural, unidade da SEDEST, participaram do XXXI Encontro Técnico para Educadores, promovido pelo Espaço Cultural Contemporâneo – ECCO e realizado no próprio Espaço ECCO, ao lado do Liberty Mall.

O encontro teve como tema “Arte, reciclagem e meio ambiente” e está vinculado ao conteúdo da exposição do artista plástico Vik Muniz, que engloba obras do artista desde a década de 1980 e o filme “Lixo Extraordinário”, que retrata a transformação de materiais recicláveis pelas mãos do artista, bem como a transformação da vida de catadores e catadoras de materiais recicláveis que viraram personagens de si mesmos do referido filme, gravado no aterro sanitário no Rio de Janeiro, Jardim Gramacho.

O artista apresentou e comentou suas obras por meio de fotografias projetadas e falou sobre a concepção e construção do documentário “Lixo Extraordinário”, além de seu poder de transformação que possibilitou tanto ao artista quanto aos catadores e catadoras de materiais recicláveis enxergarem a vida de outra forma. “É incrível a presença humana no Jardim Gramacho. A fragilidade do ambiente, que dá a impressão de estarmos em cima de uma gelatina contrasta com pessoas fascinantes” declarou o artista.

Ao final do evento, a coordenadora do CREAS Estrutural, Amanda Campina dos Santos, convidou o artista Vik Muniz a conhecer o Lixão da Estrutural, expôs sobre o Projeto que coordena e o presenteou com uma camiseta da campanha de Combate ao Trabalho Infantil.

O encontro foi gratuito e os participantes receberam certificado com reconhecimento de extensão pela Universidade de Brasília.

Projeto Atuando no Lixão (CREAS Estrutural)

Esse projeto tem como objetivo a erradicação do trabalho infantil no lixão da Estrutural, por meio da sensibilização dos diversos segmentos que lidam de alguma maneira com as crianças e adolescentes da Cidade Estrutural – educadores; vigilantes, motoristas, compradores e catadores do lixão; profissionais da saúde e segurança pública; líderes comunitários, para atuar no enfrentamento do trabalho infantil.

Para que se cumpra seu objetivo, são realizadas articulações com o SLU, Valor Ambiental, Secretaria de Educação, Secretaria de Segurança Pública, Secretaria de Saúde, Secretaria de Trabalho, Secretaria de Esportes, Superintêndencia Regional do Trabalho – SRTE, Administração da Estrutural, cooperativas, além do CRAS/COSE e NUASO.

O filme “Lixo Extraordinário” foi inspiração para as idéias iniciais do Projeto, no que se refere à valorização da categoria de catador, à reflexão sobre outras oportunidades de trabalho e à contextualização do ambiente Lixão aos que não o conhecem.

As principais ações desenvolvidas são a construção de estratégias para otimizar a identificação de crianças e adolescentes no lixão; realização de oficinas de sensibilização específicas e divididas de acordo com os segmentos; reuniões periódicas de uma Comissão de Trabalho visando a efetividade no enfrentamento ao trabalho infantil no lixão e encaminhamento das crianças, adolescentes e famílias para acesso às políticas públicas; e atuação direta dos participantes na sensibilização e identificação das famílias envolvidas na situação de trabalho infantil.