Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
18/02/21 às 10h55 - Atualizado em 24/02/21 às 15h58

Sedes moderniza parque tecnológico dos Cras e Creas

COMPARTILHAR

Além de melhorar o atendimento ao cidadão, ação gera economia aos cofres públicos

 

A instalação dos equipamentos foi intensificada desde o fim de semana e segue durante o Carnaval, com o apoio logístico de servidores da Subsecretaria de Administração Geral da pasta | Foto: Divulgação/Sedes

A Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) está na reta final de modernização de seu parque tecnológico. Desde a semana passada, a pasta faz a troca de equipamentos como computadores e sistema de telefonia. Além de melhorar o atendimento ao cidadão, a medida vai garantir economia ao Governo do Distrito Federal (GDF).

 

“Estamos implementando a tecnologia VoIP (Voz sobre Protocolo de Internet). O uso desse recurso gera uma economia do valor antes gasto na manutenção das linhas convencionais de telefones”, explica o subsecretário de Gestão da Informação, Formação, Parcerias e Redes, Rodrigo Moreira Freitas. Projeta-se uma redução média entre 50% e 75%.

 

São 881 novos computadores que vão, principalmente, para as unidades de atendimento ao cidadão, como os Centros de Referência da Assistência Social (Cras) e os Centros de Referência Especializados em Assistência Social (Creas), entre outras.

 

De acordo com o subsecretário, a instalação dos equipamentos foi intensificada desde o fim de semana e segue durante o Carnaval, com o apoio logístico de servidores da Subsecretaria de Administração Geral da pasta para agilizar o trabalho. O objetivo é minimizar o impacto no serviço das equipes durante o expediente. Algumas unidades receberam webcams visando a necessidade de um possível atendimento remoto. O investimento na modernização dos equipamentos ficou na casa dos R$ 5,5 milhões.

 

De acordo com a secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha, a ação faz parte de um primeiro ciclo de renovação da Sedes. “Começamos pela infraestrutura. O próximo passo diz respeito a melhorias de sistemas e gestão de dados”, projeta a gestora.

 

Ádamo Araujo