Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
31/10/19 às 23h25 - Atualizado em 31/10/19 às 23h25

Sedes e Bombeiros: uma parceria que deu muito certo

COMPARTILHAR

Com o reforço dos militares foram realizados mais de 25 mil agendamentos para o Cadastro Único

 

Foto: Divulgação/Ministério da Cidadania

Cerca de 23 mil beneficiários de programas sociais do governo começaram o ano em risco de terem seus benefícios suspensos por conta de uma falta de programação da gestão passada do Governo do Distrito Federal.

 

Para evitar que famílias perdessem a principal fonte de renda, a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) firmou parceria com o Corpo de Bombeiros Militar do DF. A corporação destacou servidores para reforçar nos procedimentos de averiguação, revisão e atualização do Cadastro Único (CadÚnico). Por meio desse reforço, foi possível agendar 25.470 atendimentos ao público.

 

“Foi um braço operacional fundamental para batermos nossa meta”, enfatiza o secretário Ricardo Guterres. “A corporação encarou corajosamente mais essa missão, mostrando que o lado social também é o forte de seus militares”, elogia.

 

Desde o início da parceria, que começou em abril e encerra-se nesta quinta-feira (31), oitenta e cinco bombeiros foram capacitados e atenderam em 19 grupamentos. Nesse período, foram disponibilizadas 32.080 vagas, seja via telefone 156 ou pelo site www.sedes.df.gov.br.

 

Atenção ao seu cadastro

A Sedes destaca que ainda há pessoas que estão em processo de revisão e averiguação neste ano e devem agendar a atualização cadastral. O calendário foi definido pelo Ministério da Cidadania e essas pessoas estão sendo comunicadas no extrato bancário ao realizar o saque do Programa Bolsa Família.

 

É importante reforçar que deixar de atender à solicitação ministerial até o prazo estabelecido por grupo, acarreta na suspensão do benefício.

 

Para o atendimento é necessário agenda-lo na Central 156, opção 1; ou fazer o procedimento pelo site da secretaria. Em caso de público prioritário (gestantes, nutrizes, idosos e deficientes), basta procurar o Centro de Referência da Assistência Social (Cras) para realizar o agendamento interno.

 

Para o próximo ano, o Ministério da Cidadania prevê divulgar os grupos e a Instrução Operacional a Revisão/Averiguação até dezembro.

 

Já as famílias em processo de cadastramento do Benefício de Prestação Continuada (BPC) devem procurar o Cras para agendamento interno após receberem o comunicado. Conforme calendário operacional para os beneficiários incluídos no primeiro lote, aqueles que nasceram no mês de janeiro, serão enviadas cartas.

 

Ádamo Araujo