Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
1/10/12 às 19h44 - Atualizado em 29/10/18 às 11h42

Secretário Adjunto acompanha busca ativa de famílias

COMPARTILHAR

(29/12/2011 – 18:32)

Nesta quarta-feira, 28/12, o Secretário Adjunto da SEDEST, Daniel Seidel, acompanhou o cadastramento das famílias do Núcleo Rural Taquara, em Planaltina.  As famílias serão atendidas até o dia 30/12 no Salão Comunitário de Taquara. Também participaram da visita a Coordenadora do CRAS Planaltina, Delma Pereira e o Gerente Regional de Administração, Acompanhamento e Fiscalização da Sedest, Adevaldo Pereira.

Durante a manha de ontem, 27/12, foi a vez dos moradores da área rural de Nova Planaltina receberem a equipe de mobilizadores da Sedest acompanhados pelo Secretário Adjunto. Durante a visita, o Secretário informou os serviços realizados pela Sedest, tirou dúvidas e conversou com os moradores sobre os programas sociais do Governo do Distrito Federal. No local, a equipe da Sedest realizou cerca de 30 agendamentos para sexta-feira, 30/12.

Estas ações fazem parte da estratégia do DF Sem Miséria de realizar a busca ativa de famílias até agora não alcançadas pelo direito ao benefício do Programa Bolsa Família. Para a moradora de Taquara, Maria de Fátima Madeira essa ação é importante. “Para nós é uma vitória este atendimento perto de nossa casa. Eu já tinha programado meu atendimento para fevereiro e com essa vinda da Sedest á nossa região é muito melhor para mim, pois não precisarei me deslocar até o CRAS” disse Maria de Fátima.

A meta é realizar o cadastro das 600 famílias que vivem na área rural de Planaltina. A busca ativa inclui, além das populações das áreas rurais de Brasília, Povos e Comunidades Tradicionais, Comunidades de Terreiro, catadores de materiais recicláveis e população em situação de rua.

Atualização cadastral e inserção de beneficiários dos programas sociais no Cadastro Único para Programas Sociais

Um Cadastro Único, limpo e confiável, é instrumento imprescindível para a identificação das famílias pobres e extremamente pobres, as quais deverão receber do Estado as ações previstas no Plano DF Sem Miséria. O Cadastro Único dos Programas Sociais do Governo Federal é uma ferramenta estratégica para formular e implantar políticas públicas voltadas à superação da pobreza.

A SEDEST iniciou, em setembro, três importantes ações para aperfeiçoar a gestão dos programas sociais no Distrito Federal: revisão cadastral dos beneficiários do Programa Bolsa Família que estão com seus dados desatualizados há mais de dois anos no Cadastro Único; atualização dos cadastros apontados em processos de auditoria por órgãos de controle e inserção dos beneficiários do Benefício de Prestação Continuada (BPC) e dos programas sociais Bolsa Social, Bolsa Escola, Pão e Leite e Cesta Verde no Cadastro Único. O trabalho é realizado com o IDORT para que a atualização seja agilizada.

A atualização já foi feita com mais de 27 mil beneficiários. A meta é atualizar cerca de 160 mil cadastros até março de 2012.

Para desenvolver o trabalho foram capacitados 306 entrevistadores que estão distribuídos nos 29 postos de atendimento implantados em todo o Distrito Federal.