Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
27/08/20 às 15h37 - Atualizado em 27/08/20 às 15h37

Secretaria de Desenvolvimento Social estabelece cronograma de desinfecção

COMPARTILHAR

Unidades de assistência serão sanitizadas para prevenir contágio da Covid-19

 

Para reforçar a prevenção e proteção de servidores e usuários contra a Covid-19, a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) estabeleceu um cronograma de sanitização e desinfecção nas unidades socioassistenciais do Distrito Federal.

 

O trabalho começou nesta quarta-feira (26) pelo Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) de Sobradinho/Fercal e pelo CRAS do Riacho Fundo 1. Também foram sanitizados o CRAS Brasília e o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) Brasília, que compartilham o espaço na Asa Sul, na 614/615 Sul; e a Unidade de Proteção Social 24 horas que fica no mesmo endereço, além do Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua Brasília (Centro Pop), instalado na 903 Sul, e o CRAS Estrutural.

 

Nesta quinta-feira (27) é a vez da Unidade de Acolhimento para Crianças e Adolescentes (Unac I), situada na QE 17 do Guará II. Na sexta-feira (28), serão sanitizadas três unidades: a Unidade de Acolhimento para Crianças e Adolescentes (Unac II), que fica no Recanto das Emas; a Unidade de Acolhimento para Crianças e Adolescentes III (Unac III), na M Norte, em Taguatinga; e a Central de Vagas de Acolhimento para Crianças e Adolescentes (Centralac) em Taguatinga Norte.

 

Na sanitização, os profissionais da Vigilância Sanitária desinfetam superfícies, equipamentos e ambientes com produtos químicos mais eficazes para eliminar bactérias e vírus que, eventualmente, estejam no local, evitando a contaminação das pessoas que frequentam o local. No caso da Covid-19, a medida é fundamental devido à resistência do vírus.

 

“Com a sanitização e desinfecção das unidades vamos prevenir a permanência do novo coronavírus nas unidades e tornar o ambiente mais seguro e adequado para os servidores da Assistência Social e usuários”, destaca a secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha.

 

 

Cynthia Ribeiro