Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
27/09/12 às 19h16 - Atualizado em 29/10/18 às 11h42

Secretária Arlete Sampaio prestigia a Marcha das Margaridas

COMPARTILHAR

(18/08/2011 – 16:09)

Na tarde desta terça-feira, (16), a secretária Arlete Sampaio participou da abertura oficial da Marcha das Margaridas no Pavilhão de Exposição do Parque da Cidade.

Com o lema “2011 Razões para Marchar por Desenvolvimento Sustentável com Justiça, Autonomia, Igualdade e Liberdade”, a 4ª Marcha das Margaridas, maior mobilização de trabalhadoras rurais do Brasil, pretende reunir cerca de 100 mil pessoas vindas de todos os Estados e do DF.

Estiveram presentes ao ato o Governador Agnelo Queiroz, a Primeira Dama Ilza Queiroz, os ministros do Desenvolvimento Agrário, Afonso Florence, da Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres, Ireny Lopes, da Secretaria Especial de Promoção da Igualdade Racial, Luiza Helena de Bairros, o presidente da CONTAG, Alberto Boch, do teólogo Leonardo Boff, do secretário de Governo, Paulo Tadeu, das secretárias da Mulher do DF, Olgamir Amâncio, da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Josefina Serra dos Santos, além de outras autoridades.

O Governador Agnelo Queiroz deu boas vindas às Margaridas na capital de todos os brasileiros e brasileiras. “Nós recebemos a Marcha com muito carinho porque o GDF apóia integralmente as reivindicações das trabalhadoras rurais”, afirmou o governador.

A coordenadora da Comissão Nacional de Mulheres Trabalhadoras Rurais, Carmen Helena Foro, ressaltou, em sua fala, a importância da Marcha em trazer uma plataforma política de desenvolvimento sustentável para a realidade agrária brasileira e lembrou de Margarida Maria Alves, que deu nome à Marcha. “Margarida vive e está entre nós. Na nossa luta diária e coletiva”, enfatizou a coordenadora.

Na manhã do dia 17 houve uma caminhada de cerca de 50 mil trabalhadoras rurais da Cidade das Margaridas, instalada no Parque da Cidade, até a Esplanada dos Ministérios e, na parte da tarde, o ato de encerramento com a presença da Presidenta Dilma Rousseff.

A mulher que deu nome à Marcha – Margarida Maria Alves

Margarida Maria Alves foi presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Alagoa Grande, Paraíba, de 1973 a 1982 e fundou o Centro de Educação e Cultura do Trabalhador Rural. Sempre incentivou os trabalhadores rurais a lutarem por fazer valer seus direitos trabalhistas. Em 12 de agosto de 1983 foi assassinada com um tiro no rosto.