Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
2/05/13 às 22h07 - Atualizado em 29/10/18 às 11h44

Samambaia ganha CREAS

COMPARTILHAR

SED 9987

 

O GDF inaugurou nessa quinta-feira (2) Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), em Samambaia. O CREAS é a Unidade da política de assistência social responsável por atender famílias e indivíduos que vivenciaram situações de violação de direitos, como abuso, negligência, discriminação, violência.  

A inauguração de mais um Centro em Samambaia irá garantir o acesso da comunidade a serviços qualificados. As Unidades de Assistência Social são fundamentais, pois oferecem serviços e programas que melhoram as condições de vida das pessoas e, com isso, promovem inclusão social, o efetivo exercício da cidadania e reduz as desigualdades. Atualmente, Samambaia conta com dois CRAS – Centros de Referência de Assistência Social.  

SED 9884

Para Daniel Seidel, Secretário de Desenvolvimento Social e Transferência de Renda, a Unidade é fundamental para o atendimento qualificado das famílias e indivíduos de Samambaia.  “A inauguração do CREAS é um marco no fortalecimento do Sistema de Garantia de Direitos em Samambaia. Com o atendimento especializado será possível interromper diversas violações de direitos contra crianças e adolescentes, idosos, mulheres, além de fortalecer a função protetiva das famílias”, disse.

O novo Centro de Referência Especializado de Assistência Social reforçará as ações previstas no Plano de Enfrentamento à Extrema Pobreza – DF Sem Miséria e no Plano de Enfrentamento ao Crack e outras Drogas. Com a ampliação da rede será possível garantir o acesso da população local aos serviços públicos da política de Assistência Social, no que se refere ao apoio, orientação e acompanhamento de famílias com um ou mais de seus membros em situação de ameaça ou violação de direitos.

SED 9881

CREAS SAMAMBAIA: O novo Centro atenderá de imediato 478 casos, uma vez que a unidade de Taguatinga, local onde a população de Samambaia era referenciada, repassou as pastas de 365 casos em demanda reprimida e 113 casos que já eram atendidos e acompanhados. Do total de casos de demanda reprimida: 81 são de violência contra idosos; 53 são de medidas protetivas a crianças e adolescentes (por motivo de violência física, psicológica, negligência e abono), e 19 são de abuso sexual. Os outros 212 casos distribuem-se pelas seguintes violações: desaparecimento de pessoas; violência contra mulher; negligência sem medida aplicada; trabalho infantil; pessoa com deficiência.

Do total dos 113 casos acompanhados: 60 são de medida protetiva; 27 de abuso sexual; 26 de violência contra idosos. Além disso, vale destacar que em 50% dos casos aparece a situação de dependência química por parte de algum membro adulto da família, especialmente a dependência de álcool.

O público alvo desse equipamento inaugurado deslocava-se para Taguatinga toda vez que necessitava dos serviços ofertados pelos CREAS, fosse pela demanda espontânea, fosse pelo acompanhamento especializado e sistemático.