Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
9/07/20 às 21h35 - Atualizado em 9/07/20 às 21h36

Referência no enfrentamento à lgbtfobia

COMPARTILHAR

Há mais de uma década Creas da Diversidade acolhe vítimas de preconceito

 

Fundado em 2009, o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) da Diversidade é uma iniciativa pioneira na execução de políticas públicas voltadas para a comunidade LGBT+ no Distrito Federal. A unidade compõe a estrutura da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) e fica na SGAS 614/615 Lote 104 (L2 Sul) e atende especificamente situações de discriminação, por orientação sexual, identidade de gênero, raça, etnia ou religiosidade

 

O Creas Diversidade impulsionou a criação de uma rede de proteção a comunidade LGBT+ no DF, apoiando a constituição do Ambulatório Trans, da Secretaria de Saúde; e da Delegacia especial de repressão aos crimes por discriminação racial, religiosa ou por orientação sexual ou contra a pessoa idosa ou com deficiência (Decrin).

 

A Sedes enfatiza ações de fortalecimento e empoderamento desse público. Em 2010, por exemplo, foi a primeira secretaria a garantir o registro do nome social de travestis e transexuais em documentos de atendimento em todas as unidades de atendimento.

 

A pasta constituiu uma equipe do Serviço Especializado em Abordagem Social (SEAS) para o atendimento de pessoas LGBT+ em situação de rua. No âmbito do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, adolescentes vítimas de discriminação por orientação sexual e identidade de gênero são público prioritário. Inclusive, adolescentes de 15 a 17 anos são público prioritário do Programa Caminhos da Cidadania.

 

Para debater a importância do Creas Diversidade e a atuação da pasta em questões referentes ao assunto, a Sedes promove a live O Suas e o enfrentamento da lgbtfobia. O bate-papo compõe a sequência de interações virtuais semanal da pasta e ocorre a partir das 9h30 desta sexta-feira (10).

 

Participam da conversa, transmitida diretamente do gabinete da secretaria, a Coordenadora do Creas Diversidade, Árina Cynthia; e o assistente social da unidade, Kayodê da Silva Silvério, com a mediação do Diretor de Serviços Especializados a Famílias e Indivíduos da Sedes, Felipe Areda. A participação dos expectadores é fundamental.

“Essa live tem uma função educativa”, destaca a secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha. “Seu objetivo é difundir saberes entre os profissionais da secretaria para qualificar o atendimento, em todas as proteções, e contribuir com a desconstrução de preconceitos”, completa. De acordo com ela, o Sistema Único de Assistência Social é constituído tomando como princípio a garantia que não haja discriminação de qualquer natureza, assim sendo, enfrentar a lgbtfobia é princípio e um dos objetivos da política de assistência social.

 

LIVE

O Suas e o enfrentamento da lgbtfobia

Sexta-feira (10)

A partir das 9h30

Canal da Sedes no Youtube

 

Ádamo Araujo