Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
23/06/20 às 10h48 - Atualizado em 26/06/20 às 19h30

Refeição completa: 36 mil famílias começam a receber cestas verdes

COMPARTILHAR

Programa se junta aos benefícios do Prato Cheio para garantir segurança nutricional a pessoas carentes e ajudar pequeno produtor rural

 

A mesa da família carente de Brasília está completa com a distribuição, desde semana passada, da Cesta Verde. O benefício é um complemento do Cartão Prato Cheio, que disponibiliza R$ 250 para famílias carentes do DF para aquisição de alimentos constantes na cesta básica

 

Parceria das secretarias de Desenvolvimento Social e Agricultura, a ação, além de otimizar distribuição de frutas, legumes e verduras para pessoas em situação de vulnerabilidade, também ajuda a fomentar a economia local.

 

Isso acontece por meio de cadeia que beneficia tanto o pequeno produtor rural quanto os comerciantes que atendem essa parcela da sociedade que são assistidas por essa rede de proteção social integrada do GDF.

 

“Esses setores estão tendo a oportunidade de mover a economia local”, observa a subsecretária de Segurança Alimentar e Nutricional da Sedes, Karla Lisboa, coordenadora do programa. Só de produtores rurais, fazem parte do programa 250 ligados a sete organizações – que atenderão a comunidade até novembro deste ano.

 

Nesta segunda-feira (22), foram entregues – oriundas de Brazlândia – 60 cestas verdes em cidades como Samambaia, Sol Nascente/Pôr do Sol e Recanto das Emas, onde mora, por exemplo, Patrícia dos Santos Martins, beneficiada com o donativo alimentar.

 

“Que bom, tem até mexerica”, diz, feliz, a moradora, que cuida sozinha de três filho, um deles, especial. “Ajuda muito. As pessoas não têm a dimensão”, conta.

 

Cerca de  2,5 mil cestas com os produtos agrícolas são distribuídas semanalmente pela Secretaria de Desenvolvimento Social, o Banco de Alimentos da Centrais de Abastecimento (Ceasa) e a Secretaria de Agricultura (Seagri) – que atende também instituições sociais.

 

Essa iniciativa dará segurança alimentar e nutricional para mais de 36 mil famílias do DF. Além da mexerica citada pela dona Patrícia, a cesta traz ainda, batata doce, abóbora, beterraba, repolho, abóbora Itália, cebola e banana.

 

“A complementação da cesta verde tem como objetivo, juntamente com outros benefícios sociais do GDF (Cartão Prato Cheio e Renda Emergencial), dar alimentação saudável, de qualidade, com micronutrientes para as crianças que estão na fase de desenvolvimento importante, além de fibra alimentar para os idosos”, diz a gestora Karla Lisboa, formada em nutrição.

 

Vizinha de Patrícia dos Santos, Ana Célia, 55 anos, não vê a hora de receber a sua. “Estou desempregado, tenho filho pequeno, pago aluguel. A cesta já ajuda na feira da casa”, agradece a beneficiada, que elogia a organização do cadastro do serviço no Centro de Referência de Assistência Social da cidade (Cras). “Não teve bagunça, não precisou da gente correr atrás, eles mandam para o celular as informações de quando vai receber por um aplicativo do BRB”, explica.

 

Da Agência Brasília