Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
28/05/15 às 21h30 - Atualizado em 29/10/18 às 11h44

Projeto de recuperação de dependentes químicos recebe visita de secretário de Desenvolvimento Social

COMPARTILHAR

Fazenda Esperança, em Guaratinguetá (SP) já atende 3 mil jovens

Brasília (28/05/2015) – O secretário de Desenvolvimento Humano e Social (Sedhs), Marcos Pacco, conheceu o projeto desenvolvido pela Fazenda Esperança, em Guaratinguetá (SP), que ajuda na recuperação de pessoas dependentes de drogas. A visita foi realizada nesta quarta-feira (27), em companhia de representantes das três Forças Armadas, Exército, Marinha e Aeronáutica, a convite arcebispo militar, Dom Fernando Guimarães.

                                                                                                      Foto: Flávia Aleixo – Ascom/Sedhs
Sem Título-1

 

A presença dos militares na comitiva se justifica em função da parceria entre as Forças Armadas e o Governo de Brasília para a construção de uma futura unidade masculina da Fazenda Esperança no Distrito Federal, à semelhança da unidade feminina que hoje já funciona no Incra 7, em Brazlândia. “A Sedhs, já possui o terreno e cederá a área para as Forças Armadas que se comprometeram com as obras”, explicou o secretário Marcos Pacco.

Em Guaratinguetá foram visitadas duas unidades masculinas e uma feminina da Fazenda Esperança, que iniciou suas atividades em 1983. Atualmente existem 100 unidades que acolhem 3 mil jovens em recuperação da dependência química, com um método muito simples, que é o trabalho como forma de auto sustentação; a espiritualidade, como o caminho de descoberta do sentido de vida; e a convivência, como forma de reinserção social, já que a maior parte dos internos são de famílias desestruturadas ou passaram por experiências que desestruturaram completamente a sua vida social.

                                                                                                    Foto: Flávia Aleixo – Ascom/Sedhs
aa

A unidade feminina do Incra 7, funciona em Brasília, desde 2008, com muitas dificuldades burocráticas e financeiras e trabalha, exclusivamente, na recuperação de dependentes. “Estamos preocupados em atender os dependentes químicos no Distrito Federal, e essa é uma das prioridades do governador, Rodrigo Rollemberg. Vamos apresentar a ele, um projeto que realmente tenha resultado. Para isso estamos conhecendo experiências que dão certo, e o nosso objetivo é implantar uma unidade, em pouco tempo, aqui no DF”, explicou o secretário.

                                                                                                       Foto: Flávia Aleixo – Ascom/Sedhs
aaaaa

Segundo Marcos Pacco, há previsão de disponibilizar uma área de aproximadamente 50 mil metros quadrados, entre Samambaia e Recanto das Emas, para que a Fazenda Esperança seja construída pelas Forças Armadas. “Conversando com os representantes do Exército, Marinha e Aeronáutica, durante a viagem a Guaratinguetá, percebi que há uma pré-disposição e entusiasmo, de podermos estudar e concretizar a construção da unidade masculina em Brasília”.

A Fazenda Esperança é uma comunidade terapêutica, mantida pela igreja católica, que recebe pessoas de qualquer religião. Nelson Giovaneli, atual presidente nacional da Fazenda Esperança, afirmou que, o que precisa ser tratado, é o homem e não a dependência da droga. “Uma vez que o homem é transformado, ele passa a ter instrumentos e ferramentas que poderão ser usados, futuramente, quando ele estiver inserido na sociedade”.

                                                                                                   Foto: Flávia Aleixo – Ascom/Sedhs
artesanato

Atualmente existem 70 comunidades da Fazenda Esperança no Brasil e outras 30 em 16 diferentes países. “Todas as comunidades são geridas por jovens, adultos,  chamamos de vocacionados ou voluntários. Eles dedicam seu tempo de maneira gratuita. Não são profissionais remunerados, são pessoas consagradas a essa causa, e esse é um diferencial das fazendas”, explicou.

Durante a visita Dom Fernando celebrou uma missa na capela dedicada a Frei Galvão, onde, em 2009, o Papa Bento XVI também celebrou uma missa, para mais de 10 mil pessoas.

                                                      Foto: Flávia Aleixo – Ascom/Sedhs
missa