Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
2/10/12 às 13h04 - Atualizado em 29/10/18 às 11h42

Programa de prevenção e promoção à saúde do servidor

COMPARTILHAR

(17/08/2012 – 13:17)

Na tarde da última quinta-feira (9) os servidores da Secretaria de Desenvolvimento Social e Transferência de Renda (SEDEST) se reuniram no Centro de Treinamento e Capacitação (CTC) para a palestra “Programa de prevenção e promoção à saúde do servidor”, na ocasião foi apresentado o plano de implantação da Política Integrada de Atenção à Saúde do Servidor. O projeto é uma iniciativa da Secretaria de Administração Pública (SEAP), por meio da Subsecretaria de Saúde, Segurança e Previdência dos Servidores – Subsaúde.

O encontro deu continuidade ao trabalho iniciado na Unidade da SEDEST da 515 Norte, onde foram inaugurados consultórios para atendimento ambulatorial dos servidores que integram os equipamentos da SEDEST. “Eu fico muito feliz com mais essa conquista da Digep – Diretoria de Gestão de Pessoas. Desde o início da nossa gestão, buscamos promover ações para cuidar da saúde do servidor, declarou Rossi de Araújo, subsecretário da Unidade de Administração Geral, que ainda enumerou outras conquistas: “Criamos a Central de Atendimento ao Servidor, a Gerência de Treinamento e Capacitação estimulando a formação continuada dos servidores, além disso, 70% do quadro da SEDEST é composto por funcionários de carreira”.

O projeto de Atenção à Saúde do Servidor na SEDEST foi firmado por meio acordo de cooperação técnica e estabelece que as ações de cuidado e promoção da saúde ocorram no ambiente de trabalho. “Quando assumimos a secretaria, havia um grande índice de adoecimento, temos nos empenhado para mudar essa situação, nosso objetivo é garantir a qualidade de vida de todos. Faremos da SEDEST pioneira nesse serviço”, declarou Daniel Seidel, secretário de Desenvolvimento Social e Transferência de Renda.

“Trabalhamos para desenvolver políticas públicas que garantam a saúde e o bem estar do servidor, essa é a função da Subsecretaria de Saúde, Segurança e Previdência dos Servidores – Subsaúde, subordinada à Secretaria de Administração Pública. Me sinto motivada quando vejo a equipe disposta, com desejo de que funcione esse programa.”, explicou a Subsecretaria Luciane Araújo.

A Política Integrada de Atenção à Saúde do Servidor é implantada com base em uma pesquisa realizada pela Gerência de Epidemiologia e Estatística em Saúde, e esse relatório será referência para desenvolver as ações e os programas que serão implantados, observando a peculiaridade de cada instituição. “No relatório da SEDEST, observamos o período entre os anos de 2008 e 2010, além disso, tivemos como base algumas variáveis, tais como o quantitativo de licenças, o tempo de afastamento, a porcentagem de servidores afastados, o tempo médio de afastamento por licença, o índice e a gravidade de absenteísmo. Com a análise dessas informações concluímos que é preciso intervir nessa área da saúde do servidor da SEDEST”, explicou Mavine Vieira, gerente de Epidemiologia e Estatística em Saúde.

Com base no relatório, Maviane apresentou as ações que serão implantadas na SEDEST:

1) A análise do Contexto do Trabalho: observar a qualidade das condições de trabalho; a organização e execução das tarefas e as relações profissionais. 2) A Construção do Perfil Profissiográfico que orienta a secretaria a realizar uma seleção objetiva de profissionais para compor o quadro, considerando competência técnica e caraterísticas pessoais.  3) Programas de Capacitação: formação e qualificação contínua dos servidores. 4) Psicodinâmica do Trabalho: orienta a sensibilização dos servidores, reforçando a importância de que serem engajados na construção de um ambiente de trabalho saudável.

A Gerente da Promoção do Servidor à Saúde do Servidor, Joyce Ferro, citou ações de implantação das orientações da Epidemiologia e Estatística em Saúde. De acordo com a médica do trabalho, “É preciso realizar o PCMSO – Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional; além de realizar exames ocupacionais nos servidores; proceder à investigação do processo de adoecimento do servidor a fim de estabelecer medidas que determinem à redução de índice de acidentes em serviço, doenças profissionais e doenças do trabalho”, esclareceu.

No plano de implantação do Programa de prevenção e promoção à saúde do servidor, ainda está incluído o atendimento da Gerência de Saúde Mental e Preventiva. A equipe possui 13 psicólogos, uma médica psiquiatra, uma enfermeira do trabalho e uma técnica de enfermagem. Coordenada pela Dra. Synara Ferreira, essa gerência trabalhará para prevenir o adoecimento, além de promover a saúde mental de servidores da SEDEST. Integrando ainda as medidas que serão adotadas, a Gerência de Segurança do Trabalho, tem como responsável técnico, o Sr. Rogério Oliveira, com 16 profissionais, a equipe de segurança do trabalho prestará serviços como o PPRA – Programa de Prevenção de Riscos Ambientais; auditoria e vistoria da efetividade desse programa; inspeção de EPI – Equipamento de Proteção Individual e a inspeção dos extintores. “Faremos as auditorias acompanhados do gestor do órgão ou pessoa indicada pelo setor”, explicou.

Ao final do encontro, a Dra. Rosylane Rocha, Coordenadora de Saúde e Segurança no Trabalho reconheceu a importância da iniciativa, e reforçou a necessidade do trabalho em equipe, fundamental para dar inicio à política: “ Certamente não houve nesta oportunidade a chance de apresentar em toda sua amplitude a Política Integrada de Atenção à Saúde do Servidor, mas o nosso objetivo foi alçando: o de iniciar as discussões sobre essa política, que não será uma ação isolada, mas, contínua dentro da SEDEST. Tenham a certeza de que agora vocês serão multiplicadores dessa visão”, finalizou.