Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
7/10/19 às 22h59 - Atualizado em 21/10/19 às 17h22

Participantes de cursos gratuitos recebem certificado em restaurante comunitário

COMPARTILHAR

Cerca de 300 pessoas foram capacitadas nas oficinas de Merendeira e Agente de Portaria

 

Fotos: Marcos Soares/SEDES

Após anos trabalhando na mesma empresa, o vigilante Jailson Alves Pereira, de 56 anos, foi informado que teria de apresentar um certificado de conclusão de curso para seguir na função. Por sorte, o Restaurante Comunitário de Brazlândia estava com vagas gratuitas para quem quisesse fazer cursos profissionalizantes. Ele agarrou a oportunidade e, além de apresentar o documento, foi promovido a guarda patrimonial.

 

Jailson é uma das cerca de 300 pessoas que participaram das oficinas de Merendeira a Agente de Portaria. Ação é fruto de uma parceria entre a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) e a Associação Ser Solidário, sob a coordenação do professor Darley Assis.

 

“O mercado de trabalho exige cada vez mais das pessoas. Iniciativas como essa, as colocam em condições melhores para buscarem uma oportunidade profissional”, enfatiza o secretário Ricardo Guterres.

 

Na noite desta segunda-feira (7), todos os participantes que tiveram quantidade mínima de presença e participação satisfatória receberam o certificado de conclusão.

 

Não é a primeira vez que a secretaria promove cursos gratuitos. Ainda no primeiro semestre ocorreu o intensivão para o concurso do Banco de Brasília (BRB). Na sequência, em paralelo com as capacitações profissionalizantes, estão acontecendo os aulões para a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Essa última atividade ocorre até as vésperas da avaliação, no próximo mês.

 

Essas ações originaram de parcerias com pessoas da comunidade. Professores e educadores que dispuseram um pouco do tempo para oferecerem um serviço gratuito para quem mais precisa. Por esse motivo, a Sedes convida quem tiver projetos comunitários a apresentar para os gerentes dos restaurantes comunitários, afim de usufruir do espaço das unidades com atividades para o público.

 

Ádamo Araujo