Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
19/05/16 às 19h12 - Atualizado em 29/10/18 às 12h07

“Oficina Tecendo a Rede de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas do DF”

COMPARTILHAR


A Secretaria de Justiça e Cidadania, desempenha a política de enfrentamento ao tráfico de pessoas no âmbito do Distrito Federal e entorno, segundo diretrizes da Política Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas (Decreto Federal nº 5.948, de 26 de outubro de 2006), bem como o II Plano Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, com princípios e ações consagrados. Por esta causa, a SEJUS promoveu o compromisso do governo do DF ao viabilizar a implementação desta Política Distrital por intermédio da atual Subsecretaria de Políticas para Justiça e Cidadania e Prevenção ao Uso de Drogas e sua Diretoria de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas e Apoio ao Migrante (DETP/SUBJUSPRED/SEJUS), que coordena uma rede integrada e atuante no Comitê Distrital de Enfrentamento ao Tráfico de Seres Humanos.

Dentre os mecanismos que estabelecem a execução do eixo prevenção dessa política pública, a DETP/SUBJUSPRED/SEJUS pretende dar continuidade ao Ciclo de Oficinas de Sensibilização em Tráfico de Pessoas: “Tecendo a Rede de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas no DF” em parceria com a Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos (SEDESTMIDH), a fim de capacitar os profissionais da área de assistência social em tráfico de pessoas.

 

Local: Escola de Governo, sala 11. SGO Quadra 1 Área Especial 1 – Brasília-DF.

Data: 31/05/2016

Horário: 09:00 às 12:00 horas

Público Alvo: Técnicos e Especialistas que trabalham na Proteção Social Básica e Especial. Coordenadora Sejus: Annie Vieira Carvalho (2104-1914/21041913).

 

Objetivo Geral: Mobilizar, sensibilizar e mapear a rede de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas do Distrito Federal e entorno através da oficina sobre o tema.

Objetivos Específicos:

  • Discutir estratégias e desafios das políticas migratórias e de atendimento às vítimas de tráfico de pessoas no âmbito do Distrito Federal com os gestores envolvidos na rede de atenção;
  • Ampliar o conhecimento e mobilização da sociedade, das instituições públicas e privadas, e das redes para o enfrentamento ao tráfico de pessoas para o reconhecimento do fenômeno;
  • Mobilizar os gestores públicos, órgãos da administração pública e privada, bem como os parceiros da sociedade civil do Distrito Federal para participar do planejamento e execução da política pública em questão;
  • Fortalecer a política de enfrentamento ao tráfico de pessoas, desenvolvida no Distrito Federal, principalmente ações no eixo prevenção.