Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
12/04/20 às 15h46 - Atualizado em 12/04/20 às 18h41

Transmissão ao vivo explica programa de acolhimento temporário para crianças

COMPARTILHAR

Programa da Secretaria de Desenvolvimento Social permite que crianças em situação vulnerável tenham um lar temporário enquanto aguardam a adoção ou a reintegração familiar

 

Dez crianças já estão em lares temporários. Renato Alves/Agência Brasília

 

Já pensou que, muitas vezes, para superar um período complicado, uma criança precisa somente de um lar com amor, carinho, proteção e segurança? Exatamente esse espaço que o Família Acolhedora tenta promover por meio do acolhimento temporário. Sobre o tema, a psicóloga Julia Salvagni vai apresentar uma live (transmissão ao vivo) pelo Instagram, nesta segunda-feira (13), a partir das 19 horas. A especialista vai explicar como ocorre o processo e vai responder questões do público.

 

Julia é mestre em Direitos Humanos e Cidadania, e trabalha há oito anos com acolhimento familiar no Distrito Federal.

 

Instituído há cerca de um ano por meio de uma parceria entre a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) e o Grupo Aconchego, o programa já conta com 10 crianças acolhidas, sendo duas delas irmãs que estão numa mesma família.

 

O Família Acolhedora possibilita aos casais cuidarem temporariamente de crianças de zero a seis anos que se encontrem em situação vulnerável. Pioneiro no Distrito Federal, o projeto busca pessoas que tenham interesse em se candidatar a essa missão.

 

O acolhimento familiar é uma das medidas de proteção previstas em caso de direitos violados ou ameaçados – seja por ação, seja por omissão do Estado, dos pais ou responsáveis ou pela própria conduta. A medida está prevista no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e difere da adoção por ser temporária. O objetivo é a reintegração familiar ou o encaminhamento para família substituta.

 

Após a apresentação, as famílias interessadas em receber esses pequeninos serão submetidas a uma avaliação por uma equipe técnica.

 

As famílias acolhedoras selecionadas passam a receber uma bolsa no valor de R$ 456,50, para ajudar nos custos com alimentação e outras despesas.

 

Live conhecendo o Família Acolhedora: compromisso social a partir do afeto

Data: Dia 13 (segunda-feira).

Horário: 19 horas.

Instagram: @aconchegodf

 

Ádamo Araujo