Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
22/03/20 às 16h33 - Atualizado em 22/03/20 às 16h40

GDF vai levar Cestas Verdes a instituições que atendem idosos

COMPARTILHAR

Verduras e legumes foram adquiridos junto a agricultores familiares que não teriam como escoar sua produção por conta da necessidade do fechamento de vários pontos de comercialização

 

Alimento será levado a instituições parceiras, que farão as entregas/Acácio Pinheiro/Agência Brasília

 

Duas instituições parceiras do Governo do Distrito Federal (GDF), por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) receberão, nesta segunda-feira (23), 340 cestas de verduras e legumes. As entidades, Obra Social Santa Izabel, em Brazlândia, e Associação dos Idosos de Taguatinga, entregarão as Cestas Verdes diretamente na casa das pessoas.

 

A entrega domiciliar ocorrerá pelo fato das unidades terem suspenso as atividades de convivência e fortalecimento de vínculos no local temporariamente, devido à necessidade de os atendidos ficarem em casa. São pessoas acima dos 60 anos que, juntamente a pacientes com doenças crônicas, integram o grupo mais vulnerável aos sintomas do novo coronavírus (Covid-19), e precisam de atenção especial, com recomendação de maior restrição do contato social. A ação será mais uma iniciativa do Executivo local para combater a disseminação do vírus.

 

Além de um trabalho social, trata-se de uma medida de garantia da sustentabilidade da economia, pois as verduras e os legumes foram comprados pelo GDF, por meio da Secretaria da Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural (Seagri), de pequenos agricultores.

 

Em princípio, a entrega ao público ocorreria nos Restaurantes Comunitários. Porém, como existem instituições parceiras com atendimento direcionado ao público prioritário e, muitas vezes carentes, ficou definido que esse seria o foco das doações.

 

A medida é um reforço ao Programa de Aquisição da Produção da Agricultura (Papa/DF), que viabiliza a aquisição direta pelo GDF de alimentos e produtos artesanais de agricultores familiares e suas organizações sociais. O GDF resolveu reforçar a compra de pequenos produtores para evitar que os mesmos tenham grandes prejuízos, uma vez que as feiras livres foram fechadas, via decreto, para evitar a contaminação do novo coronavírus.

 

O acordo foi fechado na quinta-feira (19) entre o governador Ibaneis Rocha e o secretário de Agricultura, Luciano Mendes da Silva. O chefe da pasta da Agricultura, bem como o chefe da pasta do Desenvolvimento Social, Ricardo Guterres, acompanharão as entregas na manhã desta segunda-feira.

 

Segundo Luciano Mendes, secretário de Agricultura, “o programa Papa/DF fortalece ainda mais o campo, pois abre o mercado governamental local para a comercialização de seus produtos, contribuindo para a geração de empregos na propriedade e renda para a família. Nesse momento de solidariedade, o reforço é bem-vindo”.

 

SCFV
Segundo a Resolução CIT nº 01/2013 e a Resolução CNAS nº 01/2013, os serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculo (SCFV) são destinados prioritariamente a grupos em situação de vulnerabilidade social, tendo como foco crianças, adolescentes e pessoas idosas que vivenciam as situações de risco social e, portanto, os usuários atendidos nos Centros de Convivência e Fortalecimento de Vínculos.

 

Os idosos atendidos nesses serviços tornam-se um público prioritário quanto às ações do Estado, quando se trata da segurança alimentar. “Ações que promovam a redução de danos à saúde relacionados à garantia de uma alimentação saudável se torna imprescindível, ao considerar que os idosos que se encontram em uma situação prévia de risco social”, explica o secretário Guterres.

 

Ádamo Araujo