Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
1/10/12 às 20h45 - Atualizado em 29/10/18 às 11h42

CREAS de Ceilândia realiza debate em favor dos idosos

COMPARTILHAR

(22/06/2012 – 11:15)

No último dia 15, data em que é celebrado o Dia Mundial de Conscientização da Violência contra à Pessoa Idosa, o Centro de Referência Especializado em Assistência Social (CREAS), realizou evento em alusão à temática. Foram convidadas instituições, organizações da sociedade civil e pessoas que trabalham em favor dos idosos para um bate-papo no qual cada um pode apresentar o que já é realizado, além de dar sugestões com o objetivo de melhorar os serviços já existentes.  

Em um primeiro momento, a psicóloga e a assistente do CREAS, karen e Celiza, respectivamente, apresentaram os dados referentes ao levantamento das instituições, órgãos e entidades que atendem a pessoa idosa na Ceilândia. O material foi produzido por ambas, em parceria com a assistente social do CREAS, Júlia. O conteúdo da apresentação, elaborado a partir de um questionário, teve como proposta mapear os serviços prestados aos idosos na cidade, além de localizar gargalos que dificultam o acesso aos mesmos.  “Tentamos montar um panorama que tivesse as informações dos serviços que já existem, além de informações pertinentes para o debate que propusemos para essa tarde”, explicou Celiza.

Ao final das apresentações, foi formada uma mesa para debater o tema: cuidado com a população idosa de Ceilândia. O objetivo foi de troca de ideias e propor melhorias com base no levantamento de dados realizado pela equipe do CREAS.

A mesa foi composta pela Dra. Paula Ribeiro, Defensora Pública da Central Judicial do Idoso, Adrienne Catarina do Programa de Atendimento Integral a Saúde do Idoso do Hospital Regional de Ceilândia, Raquel Cairus, Diretora de Serviços Especializados a Famílias e Indivíduos, Sandra Julião, Promotora de Justiça da Pessoa Idosa e da Pessoa com Deficiência e Karla Emely, representante das Entidades não Governamentais Cuidadoras de Idosos da Cidade de Ceilândia.

“A proposta desse evento não é só um momento de fala, mas, de troca, para que possamos nos conhecer e, para além disso, que firmemos uma parceria mais estreita com a rede de atendimento para cuidar e proteger esse público (população idosa de Ceilândia)”, explicou a Coordenadora do CREAS, Graciele Félix.