Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
16/06/15 às 16h05 - Atualizado em 29/10/18 às 11h44

CREAS Ceilândia debate violência contra o idoso

COMPARTILHAR

O debate reuniu coordenadores, psicólogos, assistentes sociais e idosos

(Brasília, 15/6/2015) – Ocorreu nesta segunda-feira (15), no Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) Ceilândia, debate promovendo a discussão e o enfretamento à violência contra idosos, com o objetivo de buscar formas de prevenção e dar voz àqueles que sofrem qualquer forma de violência.

Foto: Wellington Reis – Ascom/Sedhs
idoso2

O evento foi realizado pela Rede de Proteção à Pessoa Idosa, rede especializada no atendimento ao idoso, localizada na Ceilândia, que junto ao Creas conta com a colaboração de outros órgãos, incluindo a justiça comunitária, centros de saúde, Cras (Centro de Referência de Assistência Social), e Cose (Centro de Convivência e Fortalecimento de Vínculos). Dentre as atividades fornecidas, estavam rodas de conversa, apresentações culturais (coral e dança sênior), lanche junino e ainda testes e discussões sobre a saúde.

Foto: Wellington Reis – Ascom/Sedhs
Idoso3

O debate foi ministrado por psicólogos e assistentes sociais e contou com a ajuda da facilitadora Telmara de Araújo Galvão, da Subsecretaria de Assistência Social, da Sedhs, que promoveu as discussões. Além da presença dos usuários do Cose, houve idosos do Sesc e do Bombeiro amigo, que geravam o público alvo. Estavam presentes 150 pessoas, acima da expectativa inicial de 120 participantes.

Foto: Wellington Reis – Ascom/Sedhs
idoso4

O atendimento da unidade é voltado, principalmente, àqueles que já sofreram a violência, de forma interventiva, porém, também há espaço para aqueles que buscam formas de prevenir as devidas situações. “Um dos nossos objetivos é dar voz ao idoso. Os grupos que estão vendo o debate devem se posicionar. Falar o que pensam e se entendem o que é de fato a violência e se ela é presente ou não”, segundo Elissandra Leão, 33, psicóloga e coordenadora da unidade.

Foto: Wellington Reis – Ascom/Sedhs
idoso5

Além do evento anual, buscando o combate diário, o Creas disponibiliza também o Plantão Social, que consiste na acolhida inicial da pessoa idosa, no caso. O atendimento é feito ou por demanda espontânea, quando ocorre a procura dos serviços, ou por decisões judiciais, ou denúncias (demanda solicitada). Outra medida fornecida por eles é o Programa de Atenção Especializado em Famílias e Indivíduos (PAEFI).

Foto: Wellington Reis – Ascom/Sedhs
idoso6

De acordo com Eloy Barbosa de Oliveira, 69, cantor do coral da equipe do Sesc, esse tipo de iniciativa é fundamental para o combate à violência, pois pode gerar a coragem necessária para que o idoso se manifeste e não se submeta a determinadas condições. “Muitos idosos aposentados são explorados pela própria família, filhos, e netos”, resume o idoso.