Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
6/04/16 às 18h50 - Atualizado em 29/10/18 às 11h44

Casa da Mulher Brasileira inicia novos serviços

COMPARTILHAR

70a393fee88dc5ca0ae676a71b203daa XL


Do dia 7 de março em diante, as vítimas de violência doméstica na capital federal começam a receber um novo tipo de atendimento na Casa da Mulher Brasileira. O trabalho está sendo feito em grupo de, em média, 15 mulheres e com a participação de um psicólogo da Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos e de um assistente social do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT). Os encontros Psicossocial são às quartas, das 16 horas às 17h30. 

A casa é coordenada pela pasta do governo de Brasília e pela Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres do Ministério das Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos. 

Quem participa desse tipo de atendimento é encaminhado pelo Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), pelo Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) e pelo sistema de Justiça local (Defensoria Pública, Ministério Público do Distrito Federal e Territórios e TJDFT). 

O Cras e o Creas indicam as vítimas com o perfil de vulnerabilidade. A mulher que sofreu algum tipo de violência (física, emocional, psicológica, sexual) deve procurar a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher da Polícia Civil na 204/205 Sul. Também há uma unidade dentro da Casa da Mulher Brasileira, na Quadra 601 da Asa Norte.

 

Serviços prestados
A Casa da Mulher Brasileira foi inaugurada na primeira semana de junho de 2015 e faz parte das ações do programa nacional Mulher, Viver sem Violência, instituído pelo Decreto Federal nº 8.086, de 2013. Até agosto, foram atendidas 264 vítimas, de acordo com dados da Secretaria.

O centro facilita o acesso das mulheres vítimas de violência a serviços especializados em áreas como saúde, segurança pública, justiça (a exemplo de auxílio em processos de divórcio), rede assistencial e promoção da autonomia econômica – nos casos em que o companheiro é o responsável financeiro do relacionamento. 

Há ainda serviços prestados pelo Tribunal de Justiça, pela Defensoria Pública e pelo Ministério Público do DF, de segunda a sexta-feira, das 12 às 19 horas. Na Casa da Mulher Brasileira funcionam também brinquedoteca, sala de alojamento passagem, auditório e espaço multiuso. Em breve, entrarão em funcionamento um gabinete para juiz, cartório e sala de audiências.

 

  • Acesse o Portal do Governo do Distrito Federal
  • SEPN Quadra 515, Lote 2, Bloco B Ed. Espaço 515 - Asa Norte
    CEP: 70.770-502
    Transferência de Renda e Cadastro único: 37737251/37737242/37737249
    Subsecretaria de Assistência Social: 3773-7248
    Ouvidoria: 3773-7183