Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
3/02/20 às 17h51 - Atualizado em 3/02/20 às 17h51

Atividades em favor da visibilidade trans

COMPARTILHAR

Em parceria com órgãos públicos e privados, unidade da Secretaria de Desenvolvimento Social vai oferecer diversos serviços a esse público

 

Celebrado em 29 de janeiro, o Dia Nacional da Visibilidade Trans segue em destaque nesta semana. O Centro de Referência Especializado em Assistência Social da Diversidade Sexual, Étnico Racial e Religiosa (Creas da Diversidade) programou uma série de atividades para esta quinta-feira (6). Ligada à Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), a unidade vai contar com vários serviços voltados para esse público.

 

As atividades começam a partir das 14h. Na programação está previsto, por exemplo, o Armarie Livre, um tipo de brechó no qual os participantes podem pegar e deixar peças de roupas. Também vai ocorrer a oficina Trans Visul, com ações de autocuidado estético. A Defensoria Pública do DF vai fazer atendimentos jurídicos a quem precisar durante todo o evento.

 

A programação também contempla sessão de fotos, produção de material audiovisual, aferição de pressão e entregas de kits de saúde bucal por meio de uma parceria com o Instituto Sabin, intervenções artísticas e apresentações culturais, oficina de filtro dos sonhos e confecção de materiais e estandartes para a Caminhada pela Visibilidade Trans, com o Bloco de Carnaval da Família TRANSdicional Brasileira. Esse desfile ocorre no sábado (8), com concentração a partir das 14h, na W3 Sul, ao lado do Ambulatório Trans/Hospital Dia da 508/9 Sul.

 

“Trata-se de um conjunto de ações em homenagem às pessoas trans, no qual agregamos também o combate ao preconceito e a exaltação ao respeito, sempre”, destaca o secretário de Desenvolvimento Social, Ricardo Guterres.

 

Criado no lançamento da primeira campanha contra a transfobia, promovida em 2004 pelo Departamento DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, o dia nacional foi concebido com o objetivo de reafirmar o respeito ao movimento e o combate à intolerância contra travestis e transexuais.

 

Sobre o Creas da Diversidade

O Creas Diversidade funciona na 615 Sul e recebe casos de vulnerabilidade de pessoas que sofreram discriminação étnico-racial, sexual ou religiosa. O centro oferece ajuda jurídica, psicológica e de assistência social. No local, é possível trocar os nomes de nascimento pelos nomes sociais em documentos como carteira de identidade, CPF e título de eleitor.

 

O órgão registra atendimentos para casos de homofobia, lesbofobia, transfobia e bifobia. O atendimento jurídico do Creas conta com a parceria da Defensoria Pública do Distrito Federal. O órgão disponibiliza dois defensores que prestam atendimento mensal.

 

Outros serviços prestados na unidade são: esclarecimentos sobre como ser incluído em programas sociais, a exemplo do Bolsa Família; encaminhamento para a rede pública de saúde do DF; oferta de cursos, debates e oficinas e atendimentos às famílias e grupos de apoio.

 

Atendimento no Creas Diversidade
614/615 Sul, Lote 104, Bloco G, L2 Sul.

De segunda a sexta-feira, 8h às 12h e 14h às 18h.

Informações: (61) 3224-4898 e (61) 3322-4980.

 

Ádamo Araujo